>

4 de jul de 2012

FREUD & LOU ANDREAS-SALOMÉ



                 por Pedro Luso de Carvalho
.
       
       Ernest Jones, o mais importante biógrafo de Freud, o pai da psicanálise, escreve em Vida e Obra de Sigmund Freud (Zahar Editores, 2ª ed. Rio de Janeiro, 1975, p. 510), sobre algumas mulheres com quem Freud teve algum tipo de relacionamento, dentre elas, Lou Andreas-Salomé:

.
        “Surgia, frequentemente, na vida de Freud, algumas mulheres de pendores intelectuais, usualmente paciente ou discípula, e cuja companhia de modo especial lhe agradava. Por essa época surgiu Lou Andreas-Salomé, que havia estudado com ele no período anterior à guerra [Primeira Guerra Mundial]. Era uma mulher com um olfato extraordinário para os grandes homens, e entre os seus amigos contavam-se inúmeros deles, de Turguenev, Toltoy e Strindberg a Rodin, Rainer Maria Rilke e Arthur Schnitzler. Dela dizia-se que se havia ligado aos maiores homens dos séculos XIX e XX; Nietzche e Freud, respectivamente. Freud admirava-a grandemente por causa de seu caráter elevado e sereno, alguma coisa que considerava acima do seu próprio, e ela manifestava plena apreciação das realizações de Freud (...)”



                                                                         *  *  *

2 comentários:

  1. Este texto vem dar crédito ao que vulgarmente se afirma: "Por de trás de um grande homem, há sempre uma grande mulher"
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir
  2. Me sinto enriquecida.Ótimas memórias,
    conhecimentos valorosos. Faço minhas as palavras da amiga Graça Pereira.
    Obrigada.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO