>

17 de abr de 2019

[Poesia] PEDRO LUSO – Plange o Violão





PLANGE  O  VIOLÃO
– PEDRO LUSO DE CARVALHO



De onde este som
choroso de violão,
nesta madrugada
estendida, toque
triste a propagar?

Quem está a tocar
o violão choroso
nesta madrugada
silenciosa e triste,
na dor incontida?

Ouço seu dedilhar,
violão em lamento
coração nos dedos
a solidão à mostra
no aço das cordas.

Violão plange ainda
no seu triste cantar,
choro do violonista,
as cordas em ânsias
em cores da aurora.




*  *  *






36 comentários:

  1. Un tristissimo suono di chitarra, che lascia trapelare una forte inquietudine d'animo.
    Versi originali, molto apprezzati
    Buona domenica e un sorriso, Pedro,silvia

    ResponderExcluir
  2. Pedro, é lindo, lindo este teu poema!
    Cresci ouvindo o «som choroso do violão» dedilhado pelo meu pai. Pensava eu que ele tocava para amenizar a saudade dos pais e irmãos que deixara em Portugal. Um dia, tive a certeza.
    Gostei da escolha da obra de Picasso. Postei o «Velho guitarrista cego» em Outubro de 2011, com um poema de Antero de Quental. A tua imagem é mais bonita.
    Beijo, querido amigo.

    ResponderExcluir
  3. Deu pra "ouvir" daqui o dan,dan,dan do choro do violão.Linda poesia,Pedro! abraços, ótimo domingo,chica

    ResponderExcluir
  4. Una guitarra o un violín, amigo Pedro, con sus sonidos mágicos, pueden hacer más por nosotros que diez mil palabras.

    Abrazo austral.

    ResponderExcluir
  5. O lado melancólico do espírito levado aos acordes do violão, porque a música é também a par da poesia, uma forma de mostrar sentimento.





    ResponderExcluir
  6. Bom dia de Ramos, amigo Pedro!
    Um choro embargado que, com o ritmo do violão, se faz ainda mais melancólico...
    Um poema bem sentido e, muitas vezes, a música acalenta e, noutras, embala... sem contar que anima até na maioria das vezes.
    Que o canto melódico do nosso coração não seja choroso a não ser para alívio imediato dele!
    No poema, ficou lindo, claro!

    "As cordas da ânsia"...

    Ah! Elas vibram e como!
    Na ansiedade de cada dia, que tremulem as cordas serenas com esperança em nós!
    Tenha uma santa semana junto aos seus!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Intenso y precioso poema.
    Muy hermoso.
    Un beso.

    ResponderExcluir
  8. O bom violinista sabe fazer as cordas chorar e nos envolve na sua melancolia como a sua bela poesia amigo Pedro
    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. Ei Pedro!
    A musica nos berça.
    tenho uma filho musico.
    É lindo ler seus
    versos.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  10. A música e a poesia são o encantamento da alma. As duas se completam. Gostei de ler.
    Abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  11. "violão em lamento
    coração nos dedos
    a solidão à mostra
    no aço das cordas."
    Lindíssimo o seu poema, a mostrar todo o sentimento que se pode pôr numa música tocada ou chorada pelo violão. Adoro a pintura de Picasso.
    Uma boa Páscoa meu Amigo Pedro.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Bonita imagen para completar tu hermoso poema de esa guitarra que canta según el ánimo del guitarrista, donde deja impresos los sentimientos del momento.
    Un gusto leerte Pedro.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  13. Muito bonito:))

    HOJE, O NOSSO GIL ANTÓNIO :-Coração rasgado

    Bjos
    Votos de uma óptima noite.

    ResponderExcluir
  14. Bonito!!
    Feliz Semana Santa

    ResponderExcluir
  15. O lamento da guitarra Pedro, nostálgico e sonhador,
    mas que alimenta a alma com a saudade de tempos felizes
    e a esperança não abranda porque o violão partilha o sentimento!

    https://www.youtube.com/watch?v=AfmpC4_lmU8

    ResponderExcluir
  16. O som das cordas dedilhadas com sentimento pode, de facto, comover quem ouve.
    Um bonito poema que fala de sentimentos e louva a sua expressão musical.
    Tocante.
    Tudo bom, Pedro.
    Abraço, Amigo.
    ~~~~

    ResponderExcluir
  17. A noite se cala diante o som do violão.
    Um lamento triste ecoa pelas ruas e becos.
    Um coração sofrido pulsa suas dores.
    Pedro o escuta e o eterniza com sua bela sensibilidade.
    Toca violeiro triste, que manhã tarda chegar.
    Meu abraço amigo Pedro e que a Semana Santa seja de paz e assim possamos viver uma Ressurreição de corações para o amor e a solidariedade.

    ResponderExcluir
  18. Boa noite!
    Estamos na semana Santa.
    Não poderia deixar de passar aqui, mesmo que seja com um comentário colado, fique na certeza de que os meus votos são verdadeiros.
    Cada Semana Santa é uma oportunidade de revivermos o amor de Deus por nós e para que continuamos no caminho da conversão.
    Na Semana Santa, celebramos a paixão, morte e ressurreição daquele que veio ao mundo para modificá-lo, JESUS, e trazer a boa nova que os homens de boa vontade esperavam para transformar o mundo em lugar mais harmonizado.
    O VERDADEIRO ESPIRITO PASCOAL é a RENOVAÇÃO. Renovação de nós como seres humanos em todos os sentidos.
    Desejo que o verdadeiro sentido da Páscoa esteja presente na sua vida com muita paz, muitas alegrias, paz, esperança muito amor e muitas energias renovadas.
    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde Pedro,
    Tão belo este poema!
    A imagem está em plena consonância.
    Os meus Parabéns, gostei imenso.
    Desejo-lhe e a sua Família santa e Feliz Páscoa.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  20. No som do violão ouve-se a dor do poema. E na tela de Picasso a tristeza funde-se num azul de sonho.

    Bela publicação, amigo Pedro!

    Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  21. Sentes o eco dolente, a vibrar nas cordas sensíveis da alma, meu caro Pedro.

    um poema que nos "apanha" por dentro !

    esteticamente exemplar.

    Votos de Boa Páscoa para ti e Família

    caloroso abraço

    ResponderExcluir
  22. Passando a fim de desejar uma Excelente Páscoa. Com muito amor. Paz. Harmonia. Confraternização. Compreensão, e que todos os sonhos se renovem. Que seja extensivo aos vossos familiares e amigos. Obrigada por estarem sempre comigo.
    *
    Para todos uma Santa Páscoa.
    +
    Que todos os nossos/ vossos sonhos se renovem

    Beijos e Abraços

    ResponderExcluir
  23. Nas cordas do violão uma dor plangente. Lindos versos, apesar de .

    Votos de um feliz e abençoado domingo de Pascoa amigo Pedro.

    Um abração eachocolatado.

    ResponderExcluir
  24. Bom dia Pedro
    Que nesta Páscoa haja muitos doces em sua vida... O doce sorriso daqueles que te amam, a doce alegria de ter o pão na sua mesa e a doce esperança de ter um futuro de paz e prosperidade. Que o Mestre renasça nos nossos corações todos os dias Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  25. Um poema muito belo, e introspectivo! Há instrumentos assim... que reproduzem na perfeição, o que se sente, cá por dentro...
    Votos de uma Santa e Feliz Páscoa, para você e todos os seus, Pedro!
    Tudo de bom! Beijinho!
    Ana

    ResponderExcluir
  26. Magnifico poema Pedro bem digo para festejar a Páscoa, até a ilustração, pintura de Picasso, tem sentido, também faz parte do luxo da peça poética.
    Agradecendo e desejando Feliz Pascoa, deixo abraço.

    ResponderExcluir
  27. Mais do que a inteligência, precisamos da afeição e doçura.
    (Charles Chaplin)

    Feliz Páscoa, amigo Pedro!
    Abraços fraternos e pascais

    ResponderExcluir
  28. Boa noite amigo Pedro.
    Linda poesia. Me fez lembrar minha juventude no interior onde um senhor ficava na sua porta tocando seu violao e eu o achava tao sozinho e um dia a gente se cruzou e eu elogiei e ele me disse tocar violao e tocar em almas. Na epoca nao entendi. Hoje com maturidade entendo. E ate hoje o som toca a minha alma. Uma feliz noite de pascoa meu amigo entendido para a querida amiga Tais e toda familia. Grande abraco.

    ResponderExcluir
  29. La guitarra es una fiel compañera, sabe cantar contigo, reír contigo y llorar contigo en los momentos más tristes de tu vida.

    Besos

    ResponderExcluir
  30. Meu amigo Pedro, uma boa e bela semana com aquela paz que sonhamos e precisamos.
    Meu abraço de paz.

    ResponderExcluir
  31. Los dedos, prolongación del corazón, a la vez que tañen las cuerdas descorren el telón de la aurora para alegrar su tristeza.

    ResponderExcluir
  32. Que lindo poema e que linda lembrança...um violão constrói a nossa alma e desperta em melancolia toda saudade ...a vida assim é mais bonita!
    um abraço

    ResponderExcluir
  33. Olá Pedro querido,

    Lindo poema...

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  34. Gostei deste poema amigo Pedro.
    Um abraço e um bom 25 de Abril dia da Liberdade.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
  35. Magnífico poema.
    Com uma imagem muito bem escolhida.
    Caro Pedro, um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO