>

11 de ago. de 2021

[Poesia] PEDRO LUSO – Manhã de Domingo

Parque Farroupilha / Porto Alegre



MANHÃ DE DOMINGO

- Pedro Luso de Carvalho

 


Brilha o sol na manhã de domingo,

nos arbustos o doce canto dos pássaros,

tudo isso e mais o vento suave e morno

que sinto no rosto, e a sensação de paz,

perene paz, nesta manhã de domingo.


Então, avanço na rua quietamente,

no meu caminhar lento, mas firme,

logo descortino à minha frente,

a amplidão do parque radioso,

tantas cores de rosas no roseiral.


Passeio absorto entre os canteiros

e finjo que a vida está como antes,

sem ameaças, apenas o canto dos pássaros,

correrias e o riso alegre das crianças,

fazendo-me crer que tudo está normal,

e que as máscaras coloridas

são brincadeiras nesta manhã de domingo.




__________________________//_________________________





30 comentários:

  1. tantas cores de rosas no roseiral.


    Passeio absorto entre os canteiros

    e finjo que a vida está como antes...

    Boa noite de serenidade de passeio de jardim, amigo Pedro!
    Também estive assim hoje pelo dia em alguns jardins.
    Seu poema é para saborear os efeitos das sinestesias descrita pelo poeta.
    Tenha dias com flores e canto de passados!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje você está aqui:
      https://flordocampo3.blogspot.com/2021/09/quebro-pedras-planto-flores-7-meses-do.html
      Com gratidão
      Abraços fraternos

      Excluir
  2. Que bom passear por lá,não é? Lindo e fizeste bela poesia! Fazer de cota que está tudo normal! abraços, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Achei muito interessante atualmente esta sua postagens.
    Nomes para canal no youtube Abraços ;) !

    ResponderExcluir
  4. Olá, amigo Pedro!
    É como um bálsamo, passear pelo jardim, ouvir o chilrear dos pássaros, e a frescura do vento.

    Gostei muito do poema.
    Parabéns, amigo poeta!

    Votos de continuação de ótima semana!

    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Que lindo poema querido amigo Pedro, amei ler e ver essa linda imagem!
    Vamos crer que logo poderemos voltar a viver, se não como antes, mas com mais força e coragem em poder resolver problemas, pois as lições da vida são mesmo assim!
    Abraços sempre apertados repletos de boas energias!

    ResponderExcluir
  6. E em fundo ouço neste dia de domingo.
    Forte abraço

    ResponderExcluir
  7. El bonito paseo dominical seguro fue por ese bello parque de tu ciudad.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  8. Um belo poema, amigo Pedro!
    A vontade é essa, de que tudo seja espontâneo e livre, mas melhor não vacilar, por mais que tenhamos a impressão de que estamos quase livres. Mas ao ar livre assim, imagino que é quase impossível não fingir que tudo está normal e os pássaros cantam para nos alegrar nos jardins de um parque.
    Parabéns, abraço!

    ResponderExcluir
  9. Caro Pedro,
    Versos que combinam perfeitamente com esta bela paisagem apresentada.
    Como diz na canção “Como Uma Onda”: ♫ Nada do que foi será ♪ De novo do jeito que já foi um dia ♪ Tudo passa, tudo sempre passará... ♫
    Vamos acreditar em dias melhores sempre.
    Abraços e cuide-se!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Pedro!

    Uma bonita e radiosa manhã de domingo, um passeio em passo lento e seguro, o desembocar num belo Parque e...nasceu um maravilhoso poema.
    Gostei de o voltar a visitar e só lamento que as suas publicações e outras de blogues que adicionei recentemente à minha lista, não estejam a actualizar. Porque será?

    Um abraço e até uma p+róxima visita.

    ResponderExcluir
  11. Fez-me lembrar o poeta Cesário Verde que gostava de deambular e, à medida que avançava pelas ruas e praças, descrevia poeticamente o que se descortinava à sua frente. Não faltaa sensibilidade e delicadeza aqui, nestes versos, meu caro Pedro!
    Cuide-se, meu amigo, sobretudo ao passear pelos parques e ruas da bela Porto Alegre, risos!
    Um grande abraço,

    ResponderExcluir
  12. Sabe Pedro,
    Seus versos descre bem
    o que passa na mente
    de quem tem consciência.
    A Poesia é essa
    tradução universal.
    Falei pra Tais
    que um dia vou com meu esposo
    visitar o lugar de vocês,
    pq é lindo, apesar do frio (rs).
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  13. Que lindo Pedro!
    Adorei a foto da cidade florida e a mensagem do poema
    a Esperança deve acompanhar o nosso dia a dia
    aproveitemos o sol e a beleza da natureza!
    Tenha um dia feliz com saúde :)

    ResponderExcluir
  14. A felicidade é feita de momentos de beleza e paz...hoje damos conta disso!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  15. Uma bela manhã de domingo. Há que aproveitar cada bom momento que a vida nos vai oferecendo.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Como num dia de domingo num sonho que parece distante amigo. Deixar-se levar pelos movimentos da natureza e embevecer com cada delicadeza desta, se permitir poeta ao som dos pássaros, no voejar da borboleta, nos raios de sol dando vida e queimando flores pelos jardins e transformar estas flores em coisas de outono/inverno. Lindo poder ter este olhar, esta sensibilidade de se colocar numa manhã de domingo e assim ser até feliz.
    Muito bonito Pedro.
    Abraços e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  17. Olá, amigo Pedro.
    Quão bom é lembrar manhãs de domingo inesquecíveis.
    Faz bem ao nosso equilíbrio e bem estar interior.

    Gostei de ler, amigo Pedro.

    Votos de um excelente fim de semana!

    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Un hermoso poema. Confiemos en que pronto podamos disfrutar de esos bellos paseos con ilusión y libertad.
    Un beso. Felices días.

    ResponderExcluir
  19. Realmente es un paisaje idílico, para creer en un Dios justiciero y sabio.
    Deseo que la sensación se prolongue y todos volvamos a la serenidad que a veces hasta nos parecía aburrida.

    Saludos, Pedro

    ResponderExcluir
  20. Num sonho de domingo; um poema de esperança brotou entre flores, pássaros e a brisa. Bom inicio de semana. Boa noite

    ResponderExcluir
  21. É bom passear numa manhã de domingo e imaginar que tudo está como era dantes. Tento passear consigo, meu Amigo Pedro.
    Continue a cuidar-se.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  22. Passear e viver cada passo em paz. Sentir e descrever é um lenitivo que acrescenta beleza e espiritualidade.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  23. Ando un poco perdida, porque no se me actualizan tus entradas en mi blog. Me acabo de dar cuenta y ahora termino de leer tu buen poema.

    Besos

    Besos

    ResponderExcluir
  24. Ainda não há muito tempo assim poderia ser uma manhã de domingo.
    Depois, de repente tudo mudou. Uma ameaça invisível
    mas concreta começou a fazer parte das nossas vidas.
    Tomara que com o avanço das vacinações as restrições amainem e
    consigamos voltar à normalidade.

    Belo Poema, amigo Pedro. Adorei caminhar por aqui, neste
    encantador Poema.

    Abraço
    Olinda

    ResponderExcluir
  25. Tudo está tão diferente, vê-se o desânimo, o cansaço, a incerteza nos rostos dos que caminham pelas ruas, pelos parques, pelos jardins floridos... tudo é saudade da vida que levávamos.
    Oxalá que volte, e que não leve muito tempo, os sorrisos francos das crianças, o cantar dos pássaros, os rostos descobertos e os sorrisos de esperança dos adultos.
    Belíssimo poema! Vamos aguardar,
    beijinho daqui do lado!

    ResponderExcluir
  26. Os domingos por si só já são delicados_ a família mais reunida , os passeios mais frequentes , as caminhadas e nelas as reflexões. Certo que houve alterações nos últimos domingos das nossas vidas o que o poeta tão bem traduziu no seu poema.
    E o sol brilha por aqui nessa manhã de sábado ainda com os mesmos sentimentos de que precisamos voltar aos rostos descobertos e os sorrisos estampados em cada rosto.
    Bons dias Pedro e que seus domingos tragam mais doces inspirações.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite, Pedro!
    Eu também gostaria que as máscaras coloridas fossem brincadeiras num domingo de sol. Mas por enquanto... é apenas sonho. Bjs, Marli
    .
    Blog da Marli

    ResponderExcluir
  28. Uma bela e radiosa manhã de domingo! Daquelas em que apetece mesmo agarrar o domingo, até ao último segundo, e apreciá-lo ao máximo!...
    Tenho saudades, desses domingos assim!... Agora... com tantos cuidados que tenho de ter, no regresso a casa... a maior parte das vezes, nem saio ao domingo... para efectivamente... poder desanuviar um dia, que seja, de lavar ou desinfectar o que quer que se torne perigoso para a minha mãe e que tenha vindo da rua...
    Belíssima inspiração, Pedro... que me permitiu matar saudades das manhãs de domingo de antigamente... e de todas as boas sensações que elas despertavam em nós para esse dia...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

Pedro Luso de Carvalho