>

24 de abr. de 2022

[Crônica] SOBRE A INVEJA – Pedro Luso de Carvalho

 

Juarez Machado /  Dance Avec Moi



SOBRE A INVEJA

                    – Pedro Luso de Carvalho




A inveja, esse sentimento de desgosto ou pesar pelo bem ou pela felicidade de outrem (in Dicionário Aurélio), pode ser sentido com surpreendente frequência entre um número extraordinário de pessoas, com as quais convivemos em muitos lugares que frequentamos: no trabalho, nas escolas, nos clubes, nos parques etc.

São alvos dos invejosos as pessoas capazes, realizadas e felizes, que atuam nas mais variadas áreas da sociedade. Pessoas desprovidas de boas qualidades, ao contrário, não despertam esse sentimento de desgosto ou pesar por não terem felicidade alguma para demonstrar ao invejoso.

A inveja pode aparecer com clareza em quase todos os atos praticados pela pessoa invejosa, por se tratar de sentimento de difícil controle. Diante de uma estante de livros de um amigo, por exemplo, o invejoso poderá perguntar: “Você lê mesmo todos esses livros?” Ou então poderá afirmar, sem o menor constrangimento: “Esse monte de livros está aí apenas para servir de decoração”.

Outros exemplos podem mostrar, a quem estiver atento a uma conversa, o modo de agir da pessoa invejosa: “Machado de Assis?” pergunta, para depois afirmar: “Machado está ultrapassado”.

Pior será quando, nos depararmos, em certas ocasiões, com quem nos aconselha, por inveja, a seguir outro caminho que não o escolhido por nós, sob o pretexto de que nele há muitos riscos.

Prestemos atenção a essas pessoas que são movidas pelo amargo sentimento da inveja.





__________________________//____________________________







34 comentários:

  1. Boa noite de domingo, amigo Pedro!
    Um tema muito adequado na mundo atual.
    Interessante, estou relendo o "ultrapassado"Machado de Assis"...

    Espiritualmente, a inveja "é um sentimento de inferioridade e de desgosto diante da felicidade do outro. É um sentimento de cobiça da riqueza, do brilho e da prosperidade alheia".
    Nada mais acertado.
    Você exemplificou muito bem a maldita inveja, sentimento reinante nos incapazes de admitirem que nossos semelhantes saibam mais do que nós, que sejam ou se sintam mais felizes e realizados do que nós.
    São como serpentes sorrateiras.
    Toda prudência é pouca diante de quem abriga como tesouro na alma um sentimento autodestrutivo.
    Excelente post em seu conteúdo.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Caro amigo Pedro,
    Dando seguimento neste teu texto qual pontua a inveja, cito uma de minhas frases:

    “Sentir inveja é ter mau hálito no coração e na alma!”

    Quem sente inveja se limita a querer aquilo que não lhe pertence. O invejoso não é somente presunçoso, ele é um ser limitado que em seu sentimento de frustração e rancor, gerado perante sua vontade não realizada de possuir os atributos, qualidades e bens materiais de outras pessoas, deixa evidenciada toda sua infelicidade patológica de não poder ser “o outro” no convívio social.
    Para finalizar, cito agora o grande “Zuenir Ventura”:

    “Ciúme é querer manter o que se tem; cobiça é querer o que não se tem; inveja é querer que o outro não tenha!”

    Um forte abraço e boa semana!!!

    ResponderExcluir
  3. Do fundo do coração, não invejo ninguém.
    Serei pateta ou só feliz?
    Abraço, boa semana

    ResponderExcluir
  4. Hola Pedro. Muy bueno tu relato sobre la envidia. Es esta, una actitud que provoca malestar, pues el envidioso lo que trata es de desprestigiar a la persona con la que habla cuando ve lo feliz que le hace cualquier cosa que tenga o le pase. Además suelen hablar mal del prójimo si este le va bien en la vida.
    Como siempre un placer pasar por tus letras.
    Un abrazo y buena semana.

    ResponderExcluir
  5. Grande negatività, in un sentimento subdolo e ingannevole, che è insito nell'animo di diversi individui...
    Brano apprezzato, un saluto, Pedro,silvia

    ResponderExcluir
  6. A inveja é realmente um sentimento feio e amargo. Há muita gente invejosa por aí, sempre a cobiçar o que os outros têm ou são. A minha mãe costumava dizer: quem tem inveja que faça o mesmo...
    Uma boa semana com muita saúde, meu Amigo Pedro.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Muito lindo, Pedro e até lindo demais para um sentimento tão feio!
    Coitado dos invejosos...
    abração, linda semana! chica

    ResponderExcluir
  8. Olá, amigo Pedro,
    A inveja, é um dos piores sentimentos com que nos confrontamos quase todos os dias.
    Infelizmente, o ser humano é egoísta, e não convive bem com o sucesso ou a felicidade do outro, tentando de todas as maneiras e feitios, prejudica-lo.

    Excelente crónica, amigo Pedro!

    Votos de uma excelente semana, com muita saúde.

    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. A inveja só faz mal aos invejosos...
    Excelente crónica.
    Boa semana, caro amigo Pedro.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Desgraciadamente, son muchas las personas que se mueven entre la envidia, tanto material como inmaterial. La verdadera razón que caracteriza al envidioso, más que querer poseer lo que tiene el envidiado, radica, en no querer que el envidiado posea lo que tiene, que no sea verdad, que no sea cierto su éxito, etc. Imagino que esas personas nunca pueden llegar a ser felices, es un mal no deseable y cada vez mayor en esta sociedad de consumo que nos hemos dado.
    Un gran abrazo amigo Pedro y te deseo una feliz y entrañable semana de paz y sosiego.

    ResponderExcluir
  11. a inveja é "peste social", que "ataca" em todos os escalões sociais...
    e em todas as ocasiões. ~

    apenas conheço um remédio - náo valorizar o invejoso e não ligar ao seu veneno.

    grnade abraç, meu amigo Pdro LUso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. grande abraço, meu caro Pedro Luso
      (assim se deve ler)
      peço desculpa

      Excluir
    2. Um grande abraço, amigo e Poeta Manuel Veiga!
      Uma boa semana no seu belo Portugal.

      Excluir
  12. Pedro, difícil de aceitar esse sentimento de inveja, difícil de perdoar um talentoso. A riqueza desperta pouca inveja porque na maioria das vezes é considerada imerecida, por ter sido herdada, por sorte ou algum trambique. Se for pelo suor e trabalho já muda de visão. Mas o talento não tem perdão, ele mostra, expõe a inferioridade do oponente.
    Diz um provérbio persa, que lançam-se pedras e bastões somente às árvores carregadas de frutos!
    Portanto, considero a mãe dos defeitos, a inveja, gera o ódio com muita força. Excelente tua crônica!
    Beijinho daqui do lado.

    ResponderExcluir
  13. Muy mala es la envidia.
    Creo que una persona envidiosa nunca podrá ser feliz.
    Es un sentimiento muy dañino.
    Un beso. Feliz semana.

    ResponderExcluir
  14. Olá, amigo Pedro, boa tarte!... Esse seu brilhante texto, ele me acordou para uma questão que até então, confesso que nunca havia parado para pensar, pois, apesar de ser um cadeirante bem limitado, não me lembro de ter sentido esse sentimento...
    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  15. Uma publicação muito interessante. Gostei de ler!
    -
    As agruras do tempo ...

    Beijos e uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  16. Em Portugal se diz : "Nunca o invejoso medrou nem quem ao pé dele morou"

    Abraço grande, caro Pedro, boa semana

    ResponderExcluir
  17. No son felices y amrgán la existencia a los que se cruzan en su camino.

    Besos

    ResponderExcluir
  18. oI PEDRO... uma reflexão interessante! primeiro, acho que todo mundo sabe quando é invejado e pode ser para alguns , motivo de preocupação ou de receio... no fundo penso que a inveja pode ser o lado escuro da admiração. Já desde os templos bíblicos a inveja já era considerada o pior dos pecados . Pode estar também relacionada à vontade de ser feliz ou de ser amado....na verdade provocada por uma carência consciente ou inconsciente, Sofre mais a pessoa invejosa e quem sabe possa ser um estímulo positivo ´para alcançar o sucesso .De qualquer modo é ruim sofrer por tal sentimento..
    Um abraço

    ResponderExcluir
  19. Boa reflexão. A inveja traz uma energia que não faz bem a ninguém. O ser humano, é imperfeito por natureza. Reconhecer em si o que não gera bem-estar já seria um boa escolha para mudanças. Porém, cada um só muda se estiver em conexão com seus sentimentos e desejar mudar. Abraços

    ResponderExcluir
  20. La envidia es muy mala consejera, es mejor conformarse con lo que uno tiene.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  21. Tenho radar para pessoas assim tóxicas... movidas por tal sentimento...
    Depois de detectada... quero o máximo de distância!... Tive um monte na família, das quais me afastei... por isso fiquei especialista na matéria!
    Tou fora de pessoa assim, com efeito super corrosivo...
    Excelente publicação, que traçou um assertivo perfil, sobre este género de pessoas a evitar... para bem da nossa saúde física e emocional!
    Estou vendo que por aqui, as caixas dos comentários também mudaram... o Blogger com as suas constantes surpresas sem pré-aviso...
    Beijinhos! Feliz semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  22. Y no sabe el envidioso, que el infeliz y desgraciado es el que deja que viva en el ese mal sentimiento
    Me ha gustado mucho leerte Pedro, felicidades
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  23. Excelente texto !!! A inveja denota o vazio e a incapacidade de quem a possui. E grande falta de amor próprio, porque em vez de procurar ser melhor nas próprias capacidades, prefere olhar com ressentimento para os que são bons no que fazem.
    Parabéns, amigo. Gostei muito. Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde !
    Uma excelente crónica que toca em pontos fracos de todos os invejosos.
    Em nossa vida, acho que todos sentimos na pele de vez em quando picadas dessas. Por mim quero distâncias dessas pessoas, que só nos fazem muito mal.
    Desejo uma abençoada semana com muita saúde, para o meu amigo e para Tais.
    Um beijo
    :)

    ResponderExcluir
  25. Gostei de reler a sua magnífica crónica.
    Continuação de boa semana, caro amigo Pedro.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  26. Interessante Pedro este olhar sobre a inveja, que até então, eu não tinha atinado. A inveja é por si um pecado capital na fé religiosa. Um sentimento que desagrega tanto o autor como o coadjuvante. Saber identifica-los é mesmo uma boa pedida e um tanto de arte amigo.
    Um bom fim de semana com paz e alegria na família.
    Meu abraço e estima.

    ResponderExcluir
  27. Uma excelente crónica desse mal que afeta muita gente a inveja.
    Gostei.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
  28. En cantidad de ocasiones, aquellas personas que son envidiadas, no se enteran de que amigos o allegados les tienen envidia, por lo regular, solo sufren aquellas personas que desean lo que poseen los demás.
    Un buen tema para reflexionar y valorar lo que cada uno tiene para no desear lo ajeno.
    Cariños y buen fin de semana.

    ResponderExcluir
  29. Boa noite, amigo Pedro, passando por, relendo esta excelente crónica que muito apreciei, e desejar um Feliz fim de semana com muita saúde.

    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Excelente reflexão. Deus nos livre dessas pessoas, pois são corrosivas e só nos fazem mal.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  31. Olá, Pedro! Muito interessante e importante tua reflexão! Às vezes ficamos mesmo desatentos a esses detalhes. Que possamos buscar cada vez mais pessoas com boas energias para o nosso convívio!

    Abraço para ti!

    ResponderExcluir
  32. Uma excelente crónica caro Pedro.
    A inveja nada mais é do que a irmã gêmea da falsidade.
    Longe delas.
    Brisas doces*

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

Pedro Luso de Carvalho