>

8 de mai. de 2022

[Poesia] MEU RETORNO – Pedro Luso de Carvalho

 

Pampa Gaúcho




MEU RETORNO

                – Pedro Luso de Carvalho




Vejo daqui do alto a cidade,

neste meu esperado retorno.

Foram alguns anos ausente,

mas parecia eterno o tempo.


Agora posso abrir os braços,

a cidade e o pampa abraçar,

neste meu retorno desejado,

diante de tantas barreiras. 


Embaixo a cidade e luzes,

pouso sereno do avião,

desço festivo no regresso,

sentimento de um renascer.


Volto sem nenhuma riqueza,

que recompensa posso ter?

Posso ter a minha cidade

e também o pampa sem fim.


Ajusto arreios no cavalo,

ajeito rédeas e os estribos,

e no estribo coloco o pé,

monto e saio galopeando.


E vejo a imensidão do pampa

neste mágico reencontro,

agora que se impõe uma paz

no silêncio da madrugada. 




_____________//_____________






28 comentários:

  1. O regresso aos lugares que amamos é sempre como um renascer de alma.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Pedro,
    É sempre maravilhoso
    ler aqui.
    Bjins de boa semana
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  3. Pedro,
    É sempre maravilhoso
    ler aqui.
    Bjins de boa semana
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  4. Linda poesia e reencontrar o pampa é lindo!
    O nosso pampa é maravilhoso! abração, ótima semana,chica

    ResponderExcluir
  5. E em fundo ouço a Elba Ramalho cantar - Estou de volta pra o meu aconchego; trazendo na mala bastante saudade.
    Abraço, boa semana

    ResponderExcluir
  6. Olá, amigo Pedro,
    Magnífico poema aqui nos presenteia. Onde contém um ânsia de paz e tranquilidade para a humanidade.
    Parabéns, pela inspiração!

    Votos de uma excelente semana, com muita saúde.

    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Qué poema tan bonito!!.
    Un regreso muy emotivo.
    Un beso. Feliz semana.

    ResponderExcluir
  8. Qué poema tan bonito!!.
    Un regreso muy emotivo.
    Un beso. Feliz semana.

    ResponderExcluir
  9. Um mágico reencontro com um lugar inesquecível. Que belo poema, meu Amigo Pedro.
    Muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Un regreso muy emotivo, como ocurre siempre que se vuelve a la ciudad en donde uno ha nacido.
    Precioso poema , muy sentido.

    Besos

    ResponderExcluir
  11. El corazón de un hombre que galopa en busca de su verdad y que sabe que ésta verdad no se compra con dinero porque está en los inmensos campos abiertos y también en la soledad y en el silencio. Es un viaje hacia la esperanza de lograr una vida más feliz. Ha sido un placer. Un abrazo y mi felicitación por el poema.

    ResponderExcluir
  12. há lugares tão nossos que existem para falar de nós próprios
    belo teu poema, Poeta Luso

    ResponderExcluir
  13. Que bello retrato haces de ese retorno tan anhelado con tus hermosos versos.
    Siempre es maravilloso poder llegar donde nuestro corazón nos lleva.
    Un gusto la lectura Pedro.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  14. Olá, amigo Pedro,
    Passando por aqui, relendo este lindo poema que muito gostei, e desejar a continuação de ótima semana, com muita saúde.
    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Preciosa entrada, tanto por la imagen, como por el poema.
    Un saludo, Pedro.

    ResponderExcluir
  16. No hace falta mayores riquezas, el deseo de poder contemplar la tierra querida que nos vio nacer y disfrutar, de por sí, ya es una sensación tan hermosa y placentera que no se puede medir ni comprar con dinero.
    Unos versos preciosos para una vuelta deseada.
    Un gran abrazo amigo Pedro y feliz resto de semana.

    ResponderExcluir
  17. Sempre bom retornar ao que se ama...

    Abraço, bom resto de semana

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde Pedro,
    Poema muito belo que muito apreciei.
    Um retorno desejado e que ofereceu uma magnífica inspiração.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  19. Me alegra mucho volver a leerte, el regreso siempre ansiado al lugar deseado y que te genera paz
    Un placer estar en tus versos, un abrazo

    ResponderExcluir
  20. Um excelente e belo poema amigo Pedro.
    Gostei.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
  21. Amigo,Pedro
    Que linda foto para um belíssimo poema!
    Voltar ao lugar que amamos é um lindo renascer na alma e de sentimento.

    Bom fim de semana.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  22. Una bella poesía en la que nos narras el regreso a un lugar querido y que al recorrer el entorno a caballo solo encuentras belleza y paz como nos sugiere la imagen.

    Saludos.

    ResponderExcluir
  23. Olá, amigo Pedro,
    Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito apreciei, e desejar um Feliz fim de semana, com muita saúde.

    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Su poema me ha hecho pensar en esas veces en que uno sale de su tierra, enfadado, quejándose de todo, politicos, autoridades, y cuando lleva un tiempo fuera empieza a ver que no todo es oro lo que reluce por ahí. Y empiezan a brotar en el recuerdo las buenas cosas que tenemos en casa, la buena gente. Y cuando vuelves aprecias mucho más lo tuyo.
    Saludos, Pedro.

    ResponderExcluir
  25. Caro amigo Pedro,
    “...agora que se impõe uma paz, no silêncio da madrugada”. - É o “tiro certeiro na Lei do Retorno”.
    Este mecanismo impiedoso chamado TEMPO, um dia vem colocar tudo em seu devido lugar.
    Um belo poema este teu.
    Abraços e bom final de semana!!!

    ResponderExcluir
  26. Que poema de amor bonito.
    Só pode ser amor quando se retorna a um sitio onde nos sentimos tão completos tão cheios de paz e liberdade.
    Gostei muito a foto é linda.
    Brisas doces **

    ResponderExcluir
  27. Um belo poema, que nos relembra que os lugares que trazemos no coração... serão difíceis de achar ou recrear em qualquer outro lugar... pois por alguma razão serão sempre especiais!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderExcluir
  28. O bom da despedida é que ela provoca um reencontro.
    E a emoção de voltar e sentir-se parte da terra é lindo.
    Beleza de construção/inspiração nestas lembranças vivas.
    Abraços amigo.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

Pedro Luso de Carvalho