>

14 de dez de 2012

SONETILHO DO FALSO FERNANDO PESSOA – Carlos Drummond de Andrade


PEDRO LUSO DE CARVALHO

Carlos Drummond de Andrade foi poeta, jornalista e funcionário público. Não foi indiferente ao movimento para modernizar as artes, pelo contrário, participou do movimento literário modernista. Com seus companheiros de geração, editou A Revista, nos anos de 1925-1926.
Drummond jornalista, desempenhou importantes cargos nos jornais Diário de Minas, Minas Gerais, entre outros. Escreveu crônicas, nos anos de 1954 a 1968, para o Jornal carioca, Correio da Manhã, com o título geral de “Imagens”. Depois passou para o Jormal do Brasil, onde manteve uma coluna no Caderno B.
O poeta nasceu em Itabira, Minas Gerais, a 31 de outubro de 1902 e faleceu no Rio de Janeiro a 17 de agosto de 1987.
Segue, de Carlos Drummond de Andrade, o poema Sonetilho do falso Fernando Pessoa – In, Claro Enigma/Carlos Drummond de Andrade. 2ª ed. Rio de Janeiro: Record, 1991, p 24:


SONETILHO DO FALSO FERNANDO PESSOA
 – CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE


Onde nasci, morri.
Onde morri, existo.
E das peles que visto
muitas há que não vi.


Sem mim como sem ti
posso durar. Desisto
de tudo quanto é misto
e que odiei ou senti.


Nem Fausto nem Mefisto,
à deusa que se ri
deste nosso oaristo,


eis-me a dizer: assisto
além, nenhum, aqui,
mas não sou eu, nem isto.




  *   *   *




2 comentários:

  1. Muito bom reler Drummond por aqui Pedro nesta sua inquieta inspiração, que o caracterizou pela vida. Sabia que somos conterrâneos de cidade?
    Hoje a casa dele fica bem perto da casa de minha família em Itabira, fazendo parte dos "Caminhos Drummondianos" uma bela iniciativa criada no seu centenário.

    Bela partilha amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabia, amigo Toninho, que tu és mineiro, mas até agora desconhecia que a tua cidade natal é Itabira, onde Carlos Drummond de Andrade nasceu e levou para a vida todas as influência itabiranas e também influências de vida de Minas Gerais.
      Em muitos documentários que vi pude constatar o carinho dos itabiranos com Drummond, para mim, o nosso poeta mais importante, o poeta de minha predileção, que vem à frente de outros dois nomes importantes, pela ordem Manuel Bandeira e João Cabral de Melo Neto.
      Parabéns, pois, ao poeta e amigo Toninho, por ter nascido em Itabira, cidade onde nasceu Drummond!
      Um grande abraço, Toninho.
      Pedro

      Excluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO