>

5 de mar de 2015

[Poesia] PEDRO LUSO – A Morte do Poeta




      [ESPAÇO DA POESIA]

      A MORTE DO POETA
        – PEDRO LUSO DE CARVALHO


O poeta faz pacto
com os deuses
para a eles entregar-se
quando estiverem mortas
suas musas.

Para terminar seu canto,
uma nesga de tempo,
um raio de luz sobre a mesa;
logo, ninguém mais lembrará
sua missão, sua sina.

Quem sabe, renascerá
num outro mundo,
feito de paz, ou será
nuvem sobre a pradaria,
ou estrela clareando noites.


*  *  *



15 comentários:

  1. QUÉ DECIR... EXCELENTE!!!!
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Pedro,
    concordo com você, o poeta faz pacto com os deuses e além disso é mágico,´pois nos conquista com simples letrinhas, as quais ele junta para nos presentear com lindos escritos.
    Certamente ele renascerá como uma estrela de maior brilho, pois é poeta e assim será. Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Pedro
    O poeta não morrerá. A sua imortalização ficará eternizada nas obras que neste plano ficarão
    No outro plano com certeza ele dará continuidade à sua incrível arte
    Um poema fabuloso. Parabéns!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Molto bello leggerti, cari saluti, silvia

    ResponderExcluir
  5. Splendida l'associazione "Morte del poeta" con la bellissima poesia.
    E grazie molte per la tua visita.

    ResponderExcluir
  6. Hermoso poema, versos reflejando la vida en la poesía y el poeta que no muere mientras viva su poesía que es eterna ...
    Cordial saludo
    Cristina

    ResponderExcluir
  7. Tão linda e quem sabe?
    Desejo a vocês um novo maravilhoso semana.
    aperto

    ResponderExcluir
  8. Pedro, podem morrer as musas; pode apagar-se o sol por longo tempo; podem secar os rios, murcharem as flores, morrerem amores. Um dia tudo renascerá, pois a alma de um poeta nunca para de debater-se! Sejam nas alegrias ou tristezas, tanto faz, haverão de emergir fascinantes versos!

    Beijinhos, da sala do lado!!!

    ResponderExcluir
  9. Nunca morirá el poeta mientras viva la poesía ...
    Me encantó el poema
    Abrazo

    ResponderExcluir
  10. maravilloso tu poema Pedro

    ResponderExcluir
  11. Pedro, o poeta jamais se livrará da sina de escrever e sempre encontrará nova musa, nem que seja só na imaginação.
    Gostei do seu poema.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Pedro: Un gusto conocer tu blog, muchas gracias por permitir que fuera posible.
    Un abrazo de anís.

    ResponderExcluir
  13. Pedro,
    acabei de ler os seus belos poemas.
    Confesso que fiquei estupefacta e simultaneamente honrada ao ver que era seguidor do meu blogue. Será para mim um grande gosto ter oportunidade de continuar a ler os seus excelentes escritos.
    Seja bem-vindo ao meu humilde espaço!
    Um abraço da
    Teresinha

    ResponderExcluir
  14. Oi, Meu Amigo! Estou cada vez mais encantada com suas poesias! Belíssimas imagens! Parabéns! Bjs

    ResponderExcluir
  15. Passei para deixar um oi, e para continuar lendo seus maravilhosos escritos, suas belas poesias.
    Um abraço.

    NiceVeloso.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO