>

20 de jan de 2018

[Poesia] PEDRO LUSO - Os Segredos da Noite




OS SEGREDOS DA NOITE
PEDRO LUSO DE CARVALHO



Nesta noite saio de peito aberto,
esperançoso de encontrar alguém
para que possa contar, na conversa,
que comigo levo as mágoas do mundo.

Não me sinto sozinho nesta noite,
vejo tantas pessoas passeando,
umas à procura de diversão
outras desorientadas, sem rumo.

Mas não nego o vazio que me oprime,
a falta de uma mulher de alma santa
para me ouvir, como fazem as mães
atenciosas, quando ouvem seus filhos.




*   *   *





46 comentários:

  1. La noche es mágica, sobre todo si la soledad está presente, entonces el corazón y la mente se abre y murmura cosas bellas, deseosos de compartir.
    Bello poema con un halo de nostalgia.
    Un abrazo Pedro.

    ResponderExcluir
  2. La soledad nos priva de la alegría. Es necesario tener un confidente que nos escuche a quien escuchar. Bello poema Pedro.

    mariarosa

    ResponderExcluir
  3. Não nascemos para viver sozinhos e introspectos com nossos problemas, nossas dúvidas. Precisamos alguém para compartilhar, nos ouvir, dividir o peso que carregamos pelo simples fato de existirmos. Precisamos dividir alegrias, precisamos uns dos outros. E a noite é sempre linda, mas esconde muita dramaticidade. Penso cá comigo, no início do teu belo poema quando dizes:
    "Nesta noite saio de peito aberto,
    esperançoso de alguém encontrar"
    Quanta gente entristecida sai à noite à procura de alguém? E que felicidade quando encotram...É, sem dúvida, uma santa noite! Muito bonito, forte poema que interpreta muito os anseios da alma humana.
    Beijinho daqui do lado.

    ResponderExcluir
  4. Saudade... Linda tua poesia e à noite uns podem se divertir, outros apenas esperar e muitos nem tem por quem esperar...Adorei a inspiração! abração praiano,chica

    ResponderExcluir
  5. Somos seres sociáveis e por assim ser, carecemos está em companhia de outros. Linda inspiração.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  6. Saudades de algo perdido nos tempos. Sempre senti a noite como algo mágico que agita o coração.
    Abraço e bom domingo

    ResponderExcluir
  7. Nella notte, non tutti i passi sono uguali, alcuni rispecchiano la solitudine di alcune persone
    Un saluto, Pedro,silvia

    ResponderExcluir
  8. È bello avere qualcuno che ti aiuta quando sei triste e gioisce con te nei momenti felici.
    Buona domenica, un abbraccio
    enrico

    ResponderExcluir
  9. Un poema sensible y hermoso.

    Un beso.

    ResponderExcluir
  10. Simplesmente, estamos em face de poesia romântica ou romantizada, sempre gostosa.

    CONVITE A COMENTÁRIO
    Brasil – País do futuro:
    PERÍODO DE 1995 – 2018, QUATRO PRESIDENTES

    amornaguerra.blogspot.pt


    ResponderExcluir
  11. o santo nome de Mãe, em cada Mulher.
    um belo e sensível poema, caro Poeta.

    caloroso abraço, amigo Pedro Lus

    ResponderExcluir
  12. peço desculpa pela "gralha" no teu apelido LUSO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Manuel o importante é a sua presença, que me honra.
      Um abraço.
      Pedro

      Excluir
  13. Sensibilidad en este poema, hermoso sentimiento.
    Feliz comienzo de semana Pedro Luso.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  14. Al caer la noche se siente mas la soledad y más la ausencia de una madre, una feliz semana.

    ResponderExcluir
  15. A noite. Como se fosse a sombra de um pássaro que nos sobrevoa. A noite onde procuramos um ombro Amigo, uma Mãe, para que o coração se torne leve...
    Um belo poema, meu Amigo Pedro.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Neste seu excelente e muito belo
    poema, a minha leitura se fez
    na analogia com a existência,
    no valor do amor incondicional
    da Mãe, aquela escuta que
    nos ampara na alma! ...
    Sempre um leitura preciosa
    na sua arte poética, meu amigo.
    Uma semana radiante e na paz!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Estrofes que nos falam de solidão, imensa solidão...
    E de míngua afetiva, imensa míngua...
    São tantos os que vivem assim!!

    Também gosto muito desta tela de Van Gogh, o café onde o artista triste solitário procurava Companhia, tornou-se imortal...

    Um poema e 'post' de muito bom gosto.
    Abraço, Amigo.
    ~~~

    ResponderExcluir
  18. oi, Pedro...Van Gogh sabia ser pintor poeta e suas telas sempre inspiram belos versos e muita inquietude na alma...o seu poema descreve à perfeição
    a solidão e a necessidade de alguém em busca de alguém. Parabéns!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  19. Essa angústia nos aflige, meu caro Pedro. Quando a solidão nos apoquenta não há melhor lugar do que "a noite" para a gente se refugir no colo de uma Santa Mãe que nos acolha, cheia de ternura...
    Um poema que nos toca, que nos desperta...
    Um grande abraço,
    Um grande abraço, amigo

    ResponderExcluir
  20. Muy llamativo poema, apreciado Pedro.Sensible, profundo, inquietante.

    ResponderExcluir
  21. Olá amigo Pedro seu lindo poema me faz pensar que existem certas solidões que nos habitam e se fazem presente principalmente à noite, mesmo quando no meio de uma multidão. É uma solidão abstrata para os outros e concreta para nós, ela está na alma, no coração, nas mágoas que o mundo nos dá, e realmente só encontraríamos compreensão na ternura e no colo da mãe.
    grande abraço, Léah

    ResponderExcluir
  22. Olá Pedro, que poema lindo expressando a realidade de muitos, a solidão é companheira da noite, por Deus que nos resta a poesia e nela derramamos o pote de mágoas. A belíssima tela fala pelo poema, e é escandalosamente linda!
    Parabéns para o magistral poema!
    Desejo uma ótima e produtiva semana.
    Abração!

    ResponderExcluir
  23. Boa noite meu amigo!
    Linda... Maravilhosa poesia, adorei!
    Beijo e um Fraterno Abraço.
    Feliz e abençoada semana!...

    ResponderExcluir
  24. Nem sempre é fácil encontrar uma mulher de alma santa que nos possa ouvir...
    Excelente poema meu amigo!
    Abraço

    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderExcluir
  25. É quase sempre à noite que nos assalta a solidão.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir

  26. Bonito poema de buscas e tantas reflexões.
    Tenha uma boa continuação de semana.
    Abç

    ResponderExcluir
  27. Tantas vezes a noite é tão boa companhia. Podemos, no silêncio da alma, conversar com o escuro, ou com as estrelas, ou até com o nosso ego. Gosto da noite e dos seus encantos. O seu poema é divino.
    .
    Confira: * Amor ... ou castigo do coração? *
    .
    Deixando saudações poéticas.
    .

    ResponderExcluir
  28. A noite ainda trás mais solidão aos corações que andam perdidos.
    Nostálgico, solitário e belo poema.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  29. OI PEDRO!
    PARECE-ME QUE A NOITE, NOS FRAGILIZAMOS E É AÍ QUE A SOLIDÃO, OS CONFLITOS E AS TRISTEZAS NOS PEGAM DE JEITO.
    BONITO DEMAIS, AMIGO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Solidão, o drama pungente de quem só lhe bastaria uma só pessoa, um ombro amigo, alguém com quem dividir dores e alegrias.
    O drama da solidão no meio de multidões.
    Que importa? Não conhecemos ninguém nem ninguém nos conhece.
    Vive-se, mas o 'Homem não é uma ilha'.
    A fome de um bom amigo/a é mais aflitiva do que a falta de pão.

    Belíssimo desabafo do mundo, expresso pela sua mão, Pedro!
    Adorei!

    Um abraço.

    PS- Fico a fazer 'figas' para que o comentário não se perca.

    Janita

    ResponderExcluir
  31. Bom dia, Pedro,
    quem de nós já não precisou de uma alma santa, uma mãe para em seu colo repousar?
    A solidão da noite sempre nos deixa mais distantes de todos e assim pedimos socorro,há em nós o vazio e a tristeza, a falta de uma companhia que nos ampare dilacera a alma.Mesmo estando rodeado de pessoas , às vezes a solidão nos faz companhia. Belíssimos versos. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  32. Puedo entender que, muchas veces, cuando la luz del día se oculta y las sombras del anochecer son nuestra única compañía, es un momento oportuno para pensar y es entonces cuando echamos en falta el cariño que proporciona una madre, una hermana o simplemente la compañía de una amiga que nos comprenda.
    El cuadro de Van Gogh que has elegido me encanta.
    Cariños y buena semana.
    kasioles

    ResponderExcluir
  33. A maior parte dos homens procuram mesmo uma mãe para companheira...
    Magnífico poema, gostei imenso, parabéns.
    Continuação de boa semana, caro Pedro.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  34. La intensidad de tus palabras me inunda.
    Saludos!

    ResponderExcluir
  35. Bello poema, Pedro.
    ¿Quien no necesita la compañía amada?
    Abrazos

    ResponderExcluir
  36. La soledad es amiga, enemiga pero siempre podremos contar con ella. Muy bello poema.
    Abrazo

    ResponderExcluir
  37. Nossa que beleza e que tristeza este excelente poema. Adorei!
    Meu grande abraço.
    SU

    ResponderExcluir
  38. Hermoso poema... en su alma ,es un canto a la soledad.
    Abrazos.
    MA.

    ResponderExcluir
  39. Beleza, saudade e sensibilidade são fortes nesse poema, amei!
    Abraços afetuosos e um domingo bem feliz!

    ResponderExcluir
  40. Tanta gente vive... até morrer... a lutar contra a solidão... ansiando por aceitação e compreensão incondicional, sem condenação... e muitos ansiando por ter... aquilo que os próprios, por vezes, não terão conseguido dar...
    Mais um excelente trabalho, Pedro, com um tema bem na ordem do dia...
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir
  41. Pedro

    assim é, por vezes falta-nos alguém que nos consiga entender, e as mães sabem sempre.

    muito belo o seu poema.

    beijo

    :)

    ResponderExcluir
  42. Quando a tristeza e a melancolia ficam bonitas, assim como neste belo poema que faz reflexão na solidão e na ânsia de amar que faz toda uma revolução na mente humana e fecha neste aconchego de colo de mãe, é muita beleza caro Pedro na arte de poetizar.
    Aplausos pela criatividade e inspiração belamente poetizada.
    Abraços amigo.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO