>

27 de jan de 2018

[Poesia] PEDRO LUSO – Roda de Samba





RODA DE SAMBA
PEDRO LUSO DE CARVALHO



O ritmo do samba chega quente
no quarto desarrumado e pobre,
na tarde em que repousa a morena.

Saudade de sambistas e sambas,
de conquistas muitas lembranças,
no ritmo, as cadeiras rebolando.

Nas rodas de samba ela perdeu
a juventude em requebros e amores
nunca esquecidos, nacos de sonhos.

No quarto violão aviva o samba
e mexe com seu corpo dengoso.
Poderá importar o amor perdido?

O samba vem preencher vazios
na alma da morena que, faceira,
vai à roda de samba gingando.





  *   *   *





47 comentários:

  1. Lindo e bem atual o tema...estamos quase na época onde mais e mais sambas e gingados veremos...

    abraços, tudo de bom e lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  2. Un suono vivace di musica, che dona nuovi colori alla vita
    Molto bella questa tua, Pedro, felice sera,silvia

    ResponderExcluir
  3. Boa noite! Parabéns pelo excelente poema!!

    Fica aqui a minha. Beleza de um luar enamorado ( Poetizando... )

    Beijos. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. Hola Pedro, mil gracias por tu huella y comentario dejado en mi casa de letras. Entro a tu blog a leer tus poemas y con tu permiso me quedo un rato aquí disfrutando de tus letras.
    Un abrazo.
    MA.
    El blog de MA.

    ResponderExcluir
  5. Bom Pedro, já lhe terei contado que não sou boa a comentadora de poesia.
    Gostei do poema. Tem ritmo, tem musicalidade, tem saudade.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderExcluir
  6. Un poema con mucho ritmo donde la samba es el protagonista, esta música maravillosa que al escucharla bailan los pies de la morena durante su vida, y los míos también cuando la escucho.
    Una poesía musical que bien podía ser la letra de una canción.
    Un placer y un abrazo Pedro.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia. Maravilha de poema. Adorei :))

    Hoje:- Sou terra e mar...Sou sol e lua
    -
    Bjos
    Votos de um Domingo Feliz.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Pedro!
    Voltei e logo parei numa roda de samba. Muito bom!
    Eu não sei sambar nem tocar violão, mas sou fã de versos ritmados que contam histórias que tocam o coração.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. O Samba acompanhado por um poema é sem dúvida o maior produto de exportação do Brasil
    abraço

    ResponderExcluir
  10. Adorei o poema, tão real e bem construído que deu até vontade de sambar!!!
    Beijos afetuosos!

    ResponderExcluir
  11. Podemos imaginar a morena gingando. Só não podemos devolver-lhe a juventude...
    Muito bom, Pedro!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Um bonito poema e tela onde pulsa o coração e a alma do Brasil, em forma de samba. Creio que os forrós, são a maior alegria do povo brasileiro.
    Gostei muito desta roda de samba, Pedro.
    Boa semana, um abraço

    ResponderExcluir
  13. Muy bonito!!.

    Eres un gran poeta.

    Un beso. Feliz semana.

    ResponderExcluir
  14. Então hoje temos samba?? Maravilha trazeres o máximo da nossa cultura musical que é o samba, ritmo quente que alegra as rodas de amigos, que sai às ruas, que desfila na Sapucaí, que alegra o coração dos brasileiros, ora tristes, ora alegres.
    Onde existe uma roda de samba existe uma vontade enorme de ser feliz!
    Lindo poema, toca nossas raízes!
    Beijinho daqui do lado!

    ResponderExcluir
  15. Mas o samba... fez a morena rodar pelo mundo... pelo seu mundo... na forma que lhe foi permitida e que conseguiu de alguma forma sentir-se feliz, no seu mundo, repleto de limitações e privações...
    Mesmo nunca tendo ido a lugar nenhum... ela sente que foi longe...
    Um belíssimo poema, Pedro, com um apurado sentido da realidade...
    Um grande abraço! Boa semana!
    Ana

    ResponderExcluir
  16. Con una buena samba se puede bien empezar una semana alegre, así te la deseo.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Pedro, as letras de samba dos antigos continham verdadeira filosofia de vida, além de poesia que vinha de dentro da alma...você captou em seu poema essa essência colocando em sua sambista a incorporação de uma forma de viver.
    um abraço

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde, Pedro,
    interessante seu poema, pois nos traz o samba, o requebro da morena, a fuga da juventude, mas que o samba alimenta, a saudade, a vontade de sambar, a qual não morre jamais.Com a imagem maravilhosa da tela de Carybé-Os Músicos,formou-se a simbiose perfeita. Samba= Cultura do Brasil.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. uma maravilha seu poema, Pedro

    bela morena sambando - a preencher todos os vazios

    abraço, meu amigo

    ResponderExcluir
  20. Gosto de samba, porque amo o Brasil desde menina...
    Na falta de boas revistas noticiosas portuguesas, o meu pai assinava a brasileira Cruzeiro que eu lia de ponta a ponta, pelo que fui acompanhando os anos dourados...
    Os fatos de Carnaval despertavam-me no início, um misto de espanto e admiração. Na altura, não se via nada do género em Portugal que era um país tristonho e cinzento...
    Gostei do poema que evoca a cultura brasileira e um tempo melhor feito de dias de contentamento.
    Abraço, Amigo.
    ~~~

    ResponderExcluir
  21. Bello poema vestido de samba Pedro.
    Un placer leerte.
    Besos y feliz día

    ResponderExcluir
  22. El samba es a mi entender, expresión plena del modo de ser brasileño, gustador en todas partes y no merecedor de ser confundido como muchas veces ocurre con "la" zamba argentina, igualmente digna de admiración pero muy distinta.
    ¡Hermoso poema, Pedro!

    ResponderExcluir
  23. Que bela associação:
    imagem+samba/musica§poesia.
    Encantada e agradecida por
    partilhar conosco(seus leitores)
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  24. El sonido de tus palabras tiene tal ritmo que al repetirlo, los versos bailan en la boca.
    El gozo y la juventud perdida, los amores vividos y el recuerdo de cuando un@ era o se sentía el rey/la reina del baile…

    ResponderExcluir
  25. Sobrevivo em meio a dor da perda do filho amado.
    Estou me dando o direito de viver o luto como preciso.
    Sabiamente, dizia minha mãe, que o luto leva um ano, o
    ano das "primeiras vezes", primeiro aniversário sem ele,
    primeiro Natal sem ele, primeira virada de ano, primeira
    praia... A dor é intensa. Intensa é a saudade...
    Perdão pela ausência. Volto aos poucos. Ainda não sei fazer
    poesia que não fale na saudade. Mas elas virão. Eu tenho certeza.
    E aqui estarei compartilhando contigo.
    Muito obrigada pelo teu carinho.

    ResponderExcluir
  26. El ritmo de la zamba alegra hasta los corazones más tristes!!!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  27. Olá Pedro
    Um belo samba contagia a alma e teus versos nos envolve e contagia.
    A música mexe com nossa sensibilidade e afasta as tristezas da vida
    Um poema ímpar meu amigo
    Que o seu dia seja abençoado e feliz
    Beijinhos de amizade

    ResponderExcluir

  28. Con la samba se me van los pies ...
    Besicos.

    ResponderExcluir
  29. É um ritmo maravilhoso lindo poema, obrigado pela visita.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal: https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  30. Querido amigo, que bela inspiração, está chegando o carnaval e com ele a enaltação do Samba!
    Samba da nossa terra, amei ler, parabéns!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir

  31. um poema que nos fala de samba e sambando, por vezes se esconde os amores perdidos e as dores que eles deixaram.

    real e bonito o seu poema.

    beijo

    :)

    ResponderExcluir
  32. Boa tarde, Pedro!!!
    Que belo poema, me recordo o quanto a musica marca nossa vida, por vezes basta um refrão somente e desencadeia milhões de lembranças escondidas nos ecos da vida.

    ResponderExcluir
  33. Gostei da poesia que mostra que o passar do tempo não deve nos tirar o prazer de viver com alegria.
    Parabéns poeta.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  34. Uma dança contagiante, irresistível.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  35. ¡Precioso poema sobre "a morena", la danza y el ambiente de Brasil!
    Reflejo de un vida, donde tuvo lugar el amor, la danza y la alegría, donde también hay un tiempo para el recuerdo y "a saudade"...
    Estupendamente ilustrada tu pagina con esa pintura del polifacético Carybé, que desarrolló lo mejor de su vida y su obra en Brasil, país cuya nacionalidad adoptó agradecido.
    Un afectuoso saludo.

    ResponderExcluir
  36. A alma brasileira com o seu samba muito bem espelhado neste belo poema.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderExcluir
  37. O Brasil em pleno no seu bom poema e no excelente quadro de Carybé!

    Beijinho e feliz Fevereiro

    ResponderExcluir
  38. Pois, o samba faz milagres.
    Poesia também.

    Gostei da tua poesia\samba.
    Samba\poesia...

    ResponderExcluir
  39. Olá, Pedro Luso.

    Música, sempre música. Independente do ritmo. Música.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  40. Oi Pedro.
    Quando mais jovem ia muito a bailes até com meu marido que me ensinou o verdadeiro samba. Todos paravam para nos ver dançar.
    Adorei o poema
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  41. Pedro,

    Belíssima e original escolha da obra de Carybé.
    Depois o seu excelente poema, narrando a realidade da
    jovem sambista,em que o coração, a sensualidade e dança
    imprimem a identidade cultural, na mistura a dá cor à
    vida, na alegria do samba espelhando no corpo, uma
    alma faceira preenchida!...
    Maravilhoso, caro amigo, apreciar uma obra de arte tão
    completa e harmônica: imagem escolhida, título e o poema.
    Bravo!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  42. Um poema belíssimo feito música e alegria.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  43. Uma bela leitura da roda de samba, que leva o triste a rodar e esquecer suas mazelas. Há encanto no liberar o corpo e a mente aos sons que contagiam.
    Carybé bem soube retratar as belas rodas de samba e outras rodas da Bahia de Todos os Santos.
    Bela inspiração amigo.Aplausos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  44. Caro Pedro,
    Ah, essa morena fascinada pelo samba saudosa com o samba acariciando a sua cintura. Ou a sua pélvis? O que ela faz com este samba inacabadou ou este amor inacabado?
    E Carybé, interminavelmente Carybé!

    Abraços, caro amigo!

    ResponderExcluir
  45. Boa noite Pedro.
    Uma linda poesia, a musica é algo que anima, contagia, nada como um bom samba para afastar a melancolia. Uma linda semana para vocês, grande abraço.

    ResponderExcluir
  46. Cuando la pena es grande, una samba viene bien para alegrarse. Es bueno estar contento, don Pedro.
    Abraços.

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO