>

30 de set de 2017

(Poesia) PEDRO LUSO – Planeta melhor pode existir




PLANETA MELHOR PODE EXISTIR
PEDRO LUSO DE CARVALHO


Presença, ausência, claro,
escuro, o que importa
se porta não há,
se imundo é o mundo?
Mudará?

Nada sei do meu interior,
vazio interior
já fora de mim.
Enlouqueci?

Nada sobrará aos homens,
que não lutam,
não ouvem,
sequer sonham.
Sobreviverão?

Sobreviverá o mundo,
se tem nas mãos,
o desvariado ditador,
uma bomba
de hidrogênio?
Explodirá?

Conselho jamais dou,
mas abro exceção:
fujam todos da Terra,
não se enterrem aqui,
Planeta melhor pode existir.
Saturno?



*   *   *




39 comentários:

  1. Muito bom! Só fugindo mesmo desse ditador maluco e atarracado...CREDO! abraços, lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  2. Um poema que expressa as preocupações da humanidade.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderExcluir
  3. Fantástico, maravilhoso

    Bom fim de semana
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Querido amigo Pedro, inspirado em compor versos rimados sobre algo que, com certeza está mesmo preocupando a humanidade, estamos nas mãos de duas "crianças" malucas, quem diria que chegaríamos a isso?!
    Fugir, eis o que seria bom, mas...
    Gostei da sugestão, quem sabe Saturno?!
    Mas que está assustador tudo isso, ah, está!
    Amei ler, abraços!

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Pedro.
    A situação realmente é bem delicada. Seus versos relata a triste realidade. Só mesmo indo para Saturno rsrs. Enfim só Deus na causa. Um lindo outubro meu amigo. Lembrança a Taís. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedro
    Adorei a poesia.
    Mas prefiro ficar na Terra, pois não viveria em Saturno,viraria uma estátua de gelo.kkk
    Só tenho medo da ira de Deus.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  7. Saturno podría ser el mejor si no se fueran con nosotros para allá los mismos que aquí nos complican la vida.
    Otra alternativa es la de enviarlos a ellos allí y quedarnos nosotros aquí, tan felices. Saludos.

    ResponderExcluir
  8. Olá Pedro!
    Não temos para onde fugir. Mas temos como evitar a ira do odioso ditador. Haja clarividência.
    Neste tempo de medo encontraremos conforto na Palavra do Senhor e nos versos dos poetas.
    Belo, belíssimo poema!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Realmente não sei onde esse nosso planeta vai parar, pois todos estão indo de 'vento em popa' e para onde, não sei. Mas o mundo sempre sofre quando pega uns malucos de 'carona', e quem paga a conta são sempre os mais fracos, os que nada têm a ver com suas psicopatias.
    Saturno? Olha, não seria má ideia, poderíamos ser os primeiros desbravadores, isso se já não estiver habitado por povos um tanto estranhos.
    Belo teu poema chamando a atenção para esse apocalipse no planeta Terra onde há um eterno interesse, de muitos, por pegarem uma fatia do 'bolo', senão o bolo inteiro!
    Beijinho daqui do gabinete do lado!

    ResponderExcluir
  10. Forse esiste un pianeta migliore della terra, ove vivere con tranquillità, e sentirsi davvero risollevati
    Un saluto, Pedro,silvia

    ResponderExcluir
  11. Oi, Pedro...há momentos assim de pura desesperança, mas os loucos e ditadores não persistem e sempre acabam mal...os desastres que provocam é a grande discussão. A Terra é o que temos e o preço da liberdade é a eterna vigilância.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. Infelizmente, preservar e proteger a Terra não é prioridade dos que têm o poder, para esses, o importante são apenas os interesses financeiros, esquecem-se que este Planeta é a casa de todos nós.
    Magnifico poema.
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  13. Infelizmente amigo Pedro este planeta está a ficar muito mal frequentado.
    Um abraço e bom Domingo.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
  14. Nossa triste realidade em versos lindos.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderExcluir
  15. El enemigo más grande de la tierra, el hombre, y ¡hay tanto loco! que el maltrato es evidente.
    Buenas letras para esta realidad.
    Un abrazo y buena semana.

    ResponderExcluir
  16. Mais um poema que agita a bandeira da Paz e é um grito, um recado, na sufocação do mundo em que vivemos. Fugir? E a Humanidade mudará? Dá que pensar, meu Amigo Pedro.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Bom dia, Pedro
    mais um poema repleto de indagações e medos,
    fantástico seu grito de socorro, até quando poderemos aguentar com tantos malucos no poder?
    O que faremos? Há esperança? A Terra sobreviverá?
    Penso que teremos mesmo que procurar outro planeta para vivermos, mesmo que seja no imaginário, mas temos que nos unir e sermos rápidos, antes que eles acordem para o assunto. Abraço!

    ResponderExcluir
  18. Es tan maravilloso leerte. El mundo es un lugar hermoso, pero cierto es que lo hacen irrespirable, a veces, la maldad que los hombres ejercen. Pero habrá renuevos, seguro. También hay gente bella que hará esto posible.
    Un cariñoso abrazo, estimado Pedro.

    ResponderExcluir
  19. Tragédia, mas com um muito bem vindo travo de humor, estruturam este
    excelente poema que possui um ritmo muito interessante...
    De vez em quando, surgem estes espécimes de trogloditas como líderes, meio alienados, que se divertem a estremecer o mundo...
    Não podemos perder esperança na ação internacional...
    Uma boa reflexão, Pedro.
    Abraço
    ~~~

    ResponderExcluir
  20. Eu poderia morar de uma forma deslizante, nos anéis de Saturno. Gostaria!
    Bem, o que me dá esperanças, é que a vida mostra que tudo é cíclico. Então, como dias melhores já tivemos, tudo pode mudar. Mas se tiver oportunidade, eu me mando daqui.
    Um abraço Pedro.

    ResponderExcluir
  21. Amigo Pedro Luso, as loucas ficaram histéricas na gaiola! E o atirador americano? Deus salve a América... Ainda bem que a China não é belicosa, pois se ela invadir um país e se render imediatamente, mata no cansaço, de fome os habitantes dele - só basta mandar famintos. O Irã botou as unhas de fora, a Rússia está mordida e falida... Sortudos soturnos, sórdidos em Saturno é surrreal. Parabéns pelo poema! Está ótimo! Meu abraço amigo. Laerte.

    ResponderExcluir
  22. Não há para onde fugir e o medo é que se a doença é grave, o remédio terá que ser forte...

    Poema que veio bem a calhar e que gostei muito, Pedro.

    ResponderExcluir
  23. Olá Pedro! Passando para agradecer a tua visita e teu amável comentário com tão bela mensagem de felicitações e carinho quando da passagem do meu aniversário e dos meus dois filhos. Muito obrigado de coração.

    Acredito que a solução deste problema está nas mãos DELE, daquele que nos criou. Belo poema amigo.

    Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  24. Deve haver sim outro lugar. De onde não queremos mais sair dele. Mas que podemos começar aqui bem dentro de nos. Olhando as coisas pelo lado da esperança. Texto bom pra reflexão. Abçs

    ResponderExcluir
  25. Muy buenas tus letras.
    Un gran poema.
    Un abrazo

    ResponderExcluir
  26. " Planeta melhor pode existir?" Claro que pode se os poderosos do mundo o quiserem, se alguma vez o tivesse desejado ou se daqui para a frente se preocuparem com isso. A acrecentar a isso, há os simples cidadãos como nós que têm de " dar uma mãozinha "e nem sempre o fazem. Somos uma pequena parte nesta imensidão do nosso planeta, mas se cada um de nós se preocupasse em " não sujar a água que bebe " com certeza haveria algumas melhoras neste nosso planeta azul que continua a pedir socorro e que ninguem aparece para ajudar. Em vez disso temos a presença de dois loucos, poderosos , fanáticos que têm na mente o único propósito de serem donos do mundo e dos simples mortais que nele vivem. Terei eu esperanças? Teria , sim, se visse alguma sensatez nos governos dos paises mais poderoso, mas, assim, com tanta loucura, tanta falta de diálogo entre as nações, sinceramente, tenho poucas, amigo.. Tenho sim, esperança que os poetas continuem a denunciar este estado quase de pânico em que nos encontramos todos nós e tenho também de te agradecer que o tenhas feito de uma maneira tão bonita. Pedro, façamos a nossa parte, , cuidadando com carinho deste pedaço de terra que ocupamos e passemos essa mensagem aos outros através das nossas atitudes em relação ao meio em que vivemos. Todos temos um poquinho de responsabilidade. Obrigada, amigo e boa noite. Beijinho
    Emilia

    ResponderExcluir
  27. Ah, como queria ver este lugar, que não me deixasse soturno, ainda que fosse Saturno meu amigo Pedro, mas se lá também não somos amigos do rei, que tudo fragmenta e cria as tormentas, que tanto mata, quanto enlouquece nos porões imundo, onde residem os homens imundos de ações imundas.
    Quem sabe uma reedição de Pasárgada para compor versos mais leves e suaves.
    Belo trabalho, um bom grito com ecos.
    Mu terno abraço.

    ResponderExcluir
  28. Um planeta melhor? Talvez exista
    Mas preferencialmente queremos estar aqui acreditando que haverá mudanças para melhor e é neste espaço onde deverá imperar o respeito, a honestidade, a solidariedade e o senso comum saudável. Vamos acreditar pois aqui queremos e merecemos ficar. Este é o nosso lugar
    Um abraço

    ResponderExcluir
  29. Quem sabe exista um planeta melhor para se viver Pedro!
    Espero que o nosso tenha mudanças e não tantos sofrimentos como o que estamos vendo,vamos ter esperanças e confiar no Mestre Divino.
    Gostei muito de ler.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  30. El difícil arte de sobrevivir en este complejo planeta, nos hace añorar otro con mejores posibilidades, pero no es fácil...
    Hermosos versos.
    Abrazos.

    ResponderExcluir
  31. Olá, Pedro!

    Muito bonito e ritmado este seu seu poema. Tem o seu quê de ironia e um pouco de amargura, mas acredite, Pedro; tenho sempre muita dificuldade em trocar o certo pelo incerto.
    Adoro o nosso Planeta. Ele tem tudo o que precisamos para viver felizes, e, apesar dos pesares, não o trocaria por nenhum 'anel' de Saturno. :)
    Lembra da canção de Rita Lee?

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que lembro, Janita, da grande Rita Lee cantando "DESCULPE O AUÊ", que a certa altura da música diz:

      "Da próxima vez eu me mando
      Que se dane meu jeito inseguro
      Nosso amor vale tanto
      Por você vou roubar
      Os anéis de Saturno".

      Obrigado pelo comentário.
      Pedro

      Excluir
  32. Boa tarde Pedro!
    Eu ainda prefiro o meu planeta, omo bem disse a Gracita, esperemos em Deus dias melhores para nosso planeta Terra,que tenhamos menos sofrimento causado pelos ímpios viventes.
    Agradecida pela visita e apreciação aos meus versos, que bom , saber-=me lida por um poeta do seu quilate.
    Abraço de Paz e bem!

    ResponderExcluir
  33. Por este andar não há planeta que nos valha. Se de um lado é mau (Trump) do outro é péssimo (Kim Jong-un).
    E como destruir todas as armas nucleares da Coreia do Norte é praticamente impossível, principalmente por causa dos lançadores móveis de mísseis que possuem, a única solução é a diplomática, havendo ainda a alternativa (demorada) de incentivar uma revolta interna.
    Em qualquer caso, fica o seu poema, que é excelente. Parabéns.
    Bom resto de semana, caro Pedro.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  34. OI PEDRO!
    IRÔNICO E PREOCUPANTE TEU POEMA.
    TEREMOS QUE MELHORAR O QUE TEMOS QUE PODE ESTAR RUIM MAS, AO MENOS JÁ O CONHECEMOS NÉ?
    ABRÇS AMIGO.
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Boa noite Pedro! Belíssima sua poesia, bem reflexiva diante da atual situação pela qual passa nosso mundo, mas prefiro não perder as esperanças em mundo melhor e continuar nesse planeta.
    Abraços afetuosos

    ResponderExcluir
  36. Muy cierto amigo Pedro. Lo malo es que aunque quisiéramos, no nos podemos ir a vivir a Júpiter.

    Abrazo austral.

    ResponderExcluir
  37. Este poema expressa bem algumas preocupações da humanidade atualmente. Gostei muito!

    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  38. Pela inconsciência, e falta de cuidado, com que se trata este nosso mundo... eu diria que outro planeta... certamente, já deve ter sido achado!...
    É possível que se escolha Saturno... se alguém descobrir que os seus anéis, rendem um bom preço...
    Mais outro trabalho brilhante, que trata subtilmente, um tema bem preocupante e actual...
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderExcluir

LOGO O SEU COMENTÁRIO SERÁ PUBLICADO.

OBRIGADO PELA VISITA.

PEDRO LUSO